Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Atualizado: Jun 10



A imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que hoje veneramos, apareceu em forma de pintura-quadro e segundo relatos, pintada pelas mãos de São Lucas. Além de médico e escritor, Lucas também era pintor e as pintura feitas por ele eram muito mais do que um simples retratos. Por conta de sua herança grega, ela contém simbolismos e significados escondidos além de uma forte carga de emoção e verdade por trás da beleza da arte.

Em 1496 essa pintura, que encontrava-se em uma igreja da Ilha de Creta. Um homem, pensando em conseguir algum dinheiro com a venda dela, a roubou e levou-a para Roma. Durante o trajeto, pelo rio, conta-se que ele e sua tripulação só foram salvos devido a intervenção de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.


O homem em questão, um comerciante de Roma, ficou muito doente e a beira do leito de morte se arrependeu de seu feito e pediu para um amigo devolver o quadro a uma igreja. O quadro ficou em posse de sua família, principalmente por vontade da esposa do homem e foi aí que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro interviu e fez algumas aparições pedindo para que a imagem fosse levada a uma Igreja.


Tal ação só aconteceu quando Nossa Senhora apareceu para a filha caçula da família onde com os dizeres “Avisa à tua mãe que Santa Maria do Perpétuo Socorro quer que a tireis desta casa.” Em uma outra ocasião, Nossa Senhora também pediu que o quadro fosse levado a Igreja de São Mateus. E foi aí que, em 1499, seus pedidos foram finalmente atendidos e a imagem foi encaminhada para lá.


A história de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro se espalhou de tal maneira que no caminho da casa da família até a Igreja de São Mateus formou-se uma enorme procissão para acompanhar a imagem e demonstrar sua fé e devoção e já era esperado que o local tornou-se um lugar sagrado de peregrinação de vários fiéis que diziam-se agraciados pelas intervenções e milagres de Nossa Senhora.


Mas no final do século XVIII a Igreja foi destruída e tomada pelos franceses e o quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi levado para outro lugar. Foi então que em 1866 a imagem foi confiada pelo Papa Pio IX aos Padres Redentoristas para ficar no mesmo local onde a Igreja de São Mateus foi destruída.


No local da igreja destruída ergueu-se uma nova Igreja e também a proposta de renovação de fé e propagação da imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Para que o objetivo fosse cumprido, o Papa ainda mandou fazer algumas cópias da imagem e espalhou-as entre outras igrejas para que sua popularidade aumentasse ainda mais e desde então não parou mais.


Oremos ao Santo !


Ó Senhora do Perpétuo Socorro, mostrai-nos que sois verdadeiramente nossa Mãe obtendo-me o seguinte benefício: (faz-se o pedido)… E a graça de usar dela para a glória de Deus e a salvação de minha alma. Ó glorioso Santo Afonso, que por vossa confiança na bem-aventurada Virgem conseguistes tantos favores e tão perfeitamente provastes, em vossos admiráveis escritos, que todas as graças nos vêm de Deus pela intercessão de Maria, alcançai-me a mais terna confiança para com nossa Mãe do Perpétuo Socorro e rogai-lhe, com instância, me conceda o favor que reclamo de seu poder e bondade maternal. Eterno Pai, em nome de Jesus e pela intercessão de nossa Mãe do Perpétuo Socorro e de Santo Afonso, peço-vos me atendais para vossa glória e bem da minha alma. Amém. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós.






Fonte: https://www.nossasagradafamilia.com.br/conteudo/conheca-a-historia-da-nossa-senhora-do-perpetuo-socorro.html




Siga-nos nas redes sociais:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

Contato

(11) 2693-1392

(11) 2692-7984

(11) 2694-4021

whatsapp: (11) 9-8943-7251
Segunda a sexta: 09:30h às 17:30h

pgatendimento@gmail.com

Site criado por FRP em 2015.